• Nêgo de Raulino morre no Recife aos 47 anos de idade, blog externa pesar

    Faleceu hoje no Recife, aos 47 anos, o político, amante da cultura pernambucana, cabelereiro e filho de Flores, Francisco José Alves de Araújo - o popular Nêgo de Raulino. Nêgo estava internado no Hospital da Restauração e respirava com ajuda de aparelhos, e com o agravamento de seu estado clínico veio a obtido.

     

    Flores perde um filho ilustre. Um amigo de todos e amante de sua terra natal, que sempre fez questão de enaltecer, seja em solo brasileiro ou estrangeiro, por onde teve destaque profissional pelo excelente desempenho com cabelereiro.

     

    Registramos o nosso sentimento de perplexidade por sua partida, e aos familiares nosso sentimento de condolência.

  • Flores: Sec. de Finanças fala em eficiência de gestão ressaltando transparência e responsabilidade

    Durante reunião, convocada pelo prefeito Marconi Santana, com servidores municipais, neste sábado (21), na sede da prefeitura; a Secretária de Finanças Renata Santana chamou à atenção do público para o desafio no controle das contas públicas, isso com o olhar para o cenário de incertezas não só na dimensão nacional como local, lembrando que não houve transição de governo e que os serviços essenciais estão sendo priorizados e que não tem certeza do orçamento.

    A auxiliar de Marconi Santana falou em gestão com responsabilidade e transparência e ainda ressaltou que "as despesas fixas nos preocupam... vamos colocar os pés no chão".

    Renata ainda destacou que "não podemos comprometer o serviço público com remuneração, para garantirmos a população um serviço de qualidade. Isso foi que foi prometido e é o que vamos fazer. Cumprir com responsabilidade, é preciso planejar, gastando naquilo que é essencial. Nosso compromisso foi de ofertar um serviço eficiente e de qualidade", reforçou.

  • Em encontro com Armando, Márcio Oliveira diz que apresentou projetos importantes para Serra Talhada

    O vice-prefeito de Serra Talhada, Márcio Oliveira do PSD que nutre o desejo de suceder Luciano Duque em 2020 externou otimismo ao cumprir sua primeira agenda política. Márcio esteve com o Senador Armando Monteiro do PTB e Deputado Augusto César do mesmo partido nesta sexta-feira (20).

    “Participamos de uma produtiva reunião com o senador Armando Monteiro Neto e o deputado estadual Augusto Cesar, junto com outros vice-prefeitos e prefeitos da região, onde pudemos apresentar projetos importantes para o desenvolvimento da nossa cidade”, escreveu Márcio em seu perfil no facebook.

     

  • Lei prevê divulgação de custos de shows patrocinados pelo Poder Público, Anildomá defende iniciativa

    Shows e apresentações culturais públicas são parte do patrimônio cultural de Pernambuco, desde as grandes festas de Carnaval e São João até as celebrações dos padroeiros de pequenos municípios. Mas numa época em que a crise econômica deixa os recursos para Estados e municípios cada vez mais escassos, surge a pergunta: a alegria da festa vale o preço que é pago?

    Com a entrada em vigor da Lei Estadual nº 15.818/2016, no mês de junho, ficou mais fácil para os cidadãos pernambucanos responderem a essa pergunta. A norma torna obrigatória a afixação de placas com os cachês e custos de produção de todos os shows que tenham recebido recursos públicos no Estado. As placas devem ficar em local visível durante a realização do evento.

    A lei ganhou visibilidade pela primeira vez durante o Festival de Inverno de Garanhuns, realizado em julho passado. Banners informativos sobre a norma foram colocados em diversos polos do evento. A Secretaria de Cultura do Estado, responsável pelo festival, ressaltou que, “com a publicidade dos gastos no próprio local onde a ação está ocorrendo, fica garantido que todos tenham acesso a essas informações, que já eram rigorosamente publicadas no Diário Oficial do Estado”.

    “A nossa ideia foi aumentar a transparência e aumentar a consciência do cidadão a respeito dos custos dos shows. É um problema grave, principalmente em pequenos municípios”, explica o deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD), autor do projeto que deu origem à lei. “Tem município que não paga funcionários em dia e sofre com a falta de médicos e de remédios no hospital, mas, para alegrar o povo, gasta uma fortuna com shows. As festas são importantes, porém, num momento como esse podemos fazer celebrações mais comedidas, com atrações locais”, avalia o parlamentar.

    Em 2016, alguns municípios chegaram a cancelar a festa de São João. Foi o caso, por exemplo, de Serra Talhada, no Sertão do Pajeú.  “Cancelar uma festa tão tradicional não deixa de ser traumático. Mas pior seria gastarmos recursos nessa crise que assola os cofres dos municípios”, afirma Anildomá de Souza, secretário de Cultura de Serra Talhada. Para ele, mais transparência vai permitir que se possa trabalhar com a realidade local de cada cidade, valorizando a prata da casa. “Temos uma lei municipal garantindo que 50% das atrações culturais devem ser locais. Mas somos pressionados por setores da sociedade para colocar no palco artistas de outras regiões”, relata o secretário.

    Entre os artistas e produtores, a nova regulamentação gerou reações divididas. A cantora Nádia Maia viu a mudança como positiva. “Com essa divulgação, as pessoas vão poder ver a desigualdade que há entre os cachês para as atrações nacionais e para as de Pernambuco”, considera. “No mundo da arte, tudo é caro. O valor que investimos na estrutura do show é o mesmo gasto por artistas de fora”, pontua.

    Já a produtora cultural Karina Hoover não concorda com a exibição dos valores para o público. “As pessoas muitas vezes não sabem que o valor exposto inclui despesas com passagens e hospedagem dos artistas envolvidos. Eu não acho que essa exposição vá melhorar a fiscalização do gasto público”, diz ela, que produz eventos como o Festival de Circo no Brasil. Para a produtora, melhor seria haver um valor pré-determinado para contratação de artistas.

    “Deveríamos ter a contratação por editais, já com um valor fixo para o cachê. Ficaria mais transparente para o artista, e o Governo poderia se preparar melhor para pagar o que foi acertado”, sugere. “Dessa forma, não é o artista que fica exposto, e sim os gestores públicos que precisam explicar os critérios usados em suas escolhas”, argumenta.

    Fonte: Alepe

     

  • Armando recebe prefeitos e vices de municípios do Sertão

    Em encontro com o senador Armando Monteiro Neto (PTB), um grupo de prefeitos e vices de municípios do Sertão pernambucano solicitou, nesta sexta-feira (20), ajuda do parlamentar para retomar obras hídricas que estão paralisadas na região. Os gestores pediram apoio para, junto aos ministérios, destravar o andamento das benfeitorias, de modo a levar mais água para a população sertaneja mais rapidamente. O encontro foi articulado pelo deputado estadual Augusto César (PTB).

    Na ocasião, Armando Neto propôs fazer um levantamento das obras que estão atrasadas e buscar soluções junto ao governo federal. Segundo o senador, a reunião serviu para definir diretrizes que vão orientar a articulação com o governo federal e também para informar adequadamente as emendas e captação de recursos para os municípios.

    “Fizemos uma ação cooperativa, que vai se traduzir em conquistas para os municípios”, afirmou o líder petebista.

    Presente ao evento, o deputado Augusto César fez uma avaliação positiva da reunião dos prefeitos com o senador Armando Monteiro Neto. “Vamos, juntamente com o senador, aos ministérios para destravar e alavancar os projetos que estão paralisados na região”, disse.

    Participaram da audiência os prefeitos de Tabira, Sebastião Dias (PTB); de Santa Maria da Boa Vista, Humberto Mendes (PTB); Águas Belas, Luiz Aroldo (PT); e Paranatama, Valmir do Leite (PSB); além dos vice-prefeitos de Salgueiro, Doutor Chico (DEM); de São José do Belmonte, Antônio de Alberto (PHS); e de Serra Talhada, Márcio Oliveira (PSD).

  • Em Flores, Marconi recebe técnico do IPA. Sistema adutor vai acabar com a falta de água no Tenório

    Focado em resolver de forma definitiva o problema da falta de água dos moradores do Povoado Tenório, que há anos convivem com a fala do líquido preciso. O prefeito de Flores, Marconi Santana do PSB levou ontem, sexta-feira (20), ao Síto Mereré, o Assistente Técnico do IPA, Pacheco.

    Marconi na última visita que fez ao Secretário de Agricultura de Reforma Agrária do Governo de Pernambuco, Nilton Mota fez o pedido da instalação de um sistema adutor e, de pronto foi atendido pelo auxiliar de Paulo Câmara.

    “Realizamos a visita social e vimos que a comunidade atende o que vem pleiteando o prefeito Marconi. Do Sítio Mereré vamos captar a água, depois vamos realizar adução e distribuição a partir de uma caixa d’ água que vamos instalar no centro da comunidade”, explicou Pacheco.

    Para o prefeito, “chegou o momento de realizarmos um sonho antigo dos moradores Tenório. Localidade que tenho grande apreço, pois foi aqui que passei boa parte de minha infância. Agradeço ao governador Paulo Câmara e ao Secretário Nilton Mota pela sensibilidade e desprendimento. Se Deus quiser, logo estaremos vendo, nestes 90 dias, este grande sonho se tornando real”.

    Casado e proprietário de uma borracharia na comunidade, o jovem Willams Leite relatou: “Estamos comprando água de Roças Velhas, por R$ 250 um pipa. E esse dinheiro está fazendo falta dentro de casa.

     

     

  • Ainda descontente, Luciano escala vice para encontro com o Senador Armando e o Dep. Agusto César

    O deputado Augusto Cesar intermediou nesta sexta-feira (20), um encontro dos prefeitos de sua base aliada com o Senador Armando Monteiro Neto. Em pauta, debate sobre a liberação de verbas federais para os municípios, destravamento de obras que estão paralisadas e visita aos ministérios para conseguir recursos.

    Dos prefeitos do Pajeú, apenas o de Tabira, Sebastião Dias atendeu a convocação do Deputado Augusto César. Tássio Berreza de Santa Cruz da Baixa Verde e Luciano Duque de Serra Talhada foram os faltosos.

    A ausência de Duque não é de se causar estranheza - não por Augusto. Duque tem ecoado aos quatro ventos sua preferência em marchar com Paulo Câmara do PSB em 2018, e não escondeu durante o pleito eleitoral o seu descontentamento com o senador Armando Monteiro (PTB), por não ter reconhecido o esforço para reconduzi-lo ao senado federal.

    Para o encontro com Armando e Augusto, Luciano escalou o vice-prefeito Márcio Oliveira do PSD.

    Estiveram presentes o prefeito de Paranatama, Valmir do Leite; o prefeito de Águas Belas, Luiz Aroldo; o prefeito de Tabira, Sebastião Dias; o prefeito de Santa Maria da Boa Vista, Humberto Mendes; o prefeito de Betânia, Mário da Caixa; o vice-prefeito de São José do Belmonte, Antônio de Alberto; o vice-prefeito de Salgueiro, Dr. Chico; o vice-prefeito de Serra Talhada, Márcio de Oliveira.

     

  • Paulo investe R$1,6 milhão na ampliação do abastecimento de água de Limoeiro

    LIMOEIRO - Em visita ao Agreste Setentrional nesta sexta-feira (20.01), o governador Paulo Câmara autorizou o início de duas obras estruturadoras para o setor hídrico do município de Limoeiro. A primeira é a expansão do sistema de abastecimento de água local, iniciando a 2ª etapa do Programa para o Fim do Racionamento e Redução de Perdas da Compesa (PRORED). O segundo investimento é a ampliação da captação de água a partir da Barragem Capina, na Mata Norte. Juntas, as obras vão custar R$ 1,6 milhão, beneficiando cerca de 45 mil habitantes. 

    "É bom voltar a Limoeiro e trazer notícias importantes. Sabemos dos desafios que o Brasil e Pernambuco têm enfrentado, mas estamos aqui para provar que o trabalho continua. Diante de uma seca que atormenta há anos tantas famílias, poder promover melhorias como essa no setor é fundamental. Quanto mais água, mais qualidade de vida para a população", ressaltou o governador. 

    Paulo destacou que o ato reafirma a preocupação e o esforço que o Governo vem fazendo para solucionar os efeitos da estiagem na região. "Nesse momento de crise, nós temos que escolher algumas prioridades, e a questão da aguá é uma delas. É um investimento importante, fruto de um trabalho bem planejado", pontuou. 

    A execução da obra que vai expandir a infraestrutura de abastecimento consiste no assentamento de 1.350 metros de tubulações com diâmetro entre 150 e 400 mm, interligando cerca de 32 km de tubulações assentadas na etapa anterior com a rede de distribuição existente. Esta etapa contará com um aporte de R$ 1 milhão e sua conclusão está prevista para dezembro deste ano. No total, já foram investidos R$ 5 milhões na primeira fase do PRORED. 

    Já os outros R$ 600 mil, serão aplicados na ampliação da vazão produzida a partir da Barragem de Carpina para fornecimento de água à cidade de Limoeiro.  A obra contempla a instalação de novos conjuntos moto-bombas, subestação elétrica e quadros de comando.  Quando finalizada, a população de Limoeiro receberá um incremento de oferta de água de 50%. O prazo para esta intervenção é de 120 dias.

    Na ocasião, o presidente da Compesa, Roberto Tavares, confirmou o início imediato das obras. "A partir da próxima segunda-feira o trabalho começa, e em pouco tempo conseguiremos oferecer mais água de qualidade nas torneiras dos limoeirenses", declarou Tavares.

    A aposentada Inácia Maria, de 70 anos, comemorou o ato, que, para ela, representa a esperança de um ano melhor. "Nós sofremos com a estiagem e com o racionamento. Hoje, ganhamos uma nova esperança. Água é tudo na nossa vida. É a coisa mais importante. Estou muito feliz", afirmou. 

    TURISMO - Durante o evento, Paulo assinou também a ordem de serviço para a construção do Centro de Artesanato do Vale do Capibaribe. O novo espaço cultural, que receberá um investimento de R$ 329,8 mil, será instalado no local onde funcionava o antigo Açougue Municipal, no centro de Limoeiro. Com finalização prevista para o início do segundo semestre deste ano, a expectativa é atrair um número cada vez maior de turistas para a cidade, gerando mais renda para a população.  

    Paulo Câmara salientou que o espaço reafirma a preocupação do Governo com a valorização da arte regional e, ao mesmo tempo, com a promoção do empreendedorismo.  "Nós vamos criar a oportunidade de novos negócios, e os artesãos poder sobreviver da sua própria arte", frisou o governador, lembrando que o prédio abrigará ainda a nova sede da Secretaria Municipal de Turismo. 

     

    Após a reforma do prédio, que inclui a construção de um segundo piso, o espaço vai contar com salões de exposições, restaurante panorâmico com vista para o Rio Capibaribe, bar, cozinha, vestiários com WC's para funcionários, área de serviço e área descoberta. Na área externa, um jardim com canteiros arborizados, piso de concreto intertravado, luminárias decorativas e um belvedere para o Rio Capibaribe, também integram o projeto. 

    Além disso, todo o acesso interno do Centro de Artesanato do Vale do Capibaribe será adequado aos Portadores de Necessidades Especiais – PNE. Do valor total investido, R$296,7 foram repassados pelo Ministério do Turismo, com contrapartida do Estado no valor de R$ 32,9 mil. Toda a obra tem prazo de conclusão de seis meses. 

    Em seu discurso, o prefeito João Luís Ferreira Filho, Joãozinho, comemorou o conjunto de ações anunciadas na tarde desta sexta. "É uma alegria muito grande para todos nós começarmos o ano com tantas boas notícias. O que o governador autorizou aqui, hoje, já indica o quanto a cidade tem a crescer em 2017. Teremos mais água, mais atratividade turística e cultural. E isso é só o começo. Não vamos descansar", afirmou.

    Acompanharam o governador na agenda em Limoeiro os secretários estaduais João Campo (Gabinete), Antônio Carlos Figueira (Casa Civil) e Nilton Mota (Agricultura e Reforma Agrária), o secretário executivo de Planejamento e Gestão da Secretaria Estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Antônio Limeira, e os deputados Fernando Monteiro (Federal) e Eriberto Medeiros (Estadual).

     

  • Teto de posto de saúde é sustentado por escoras de madeira em Sertânia

    Escoras de madeira foram colocadas para sustentar o teto da Unidade Básica de Saúde da Família em Sertânia, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a assessoria da Prefeitura, a madeira foi colocada há uma semana. Segundo a administração municipal, a medida é emergencial.

    O G1 tentou contato com a administração anterior de Sertânia, mas não obteve resposta.

    A secretária de Saúde do município, Mariana Araújo, disse que o teto da unidade poderia desabar a qualquer momento. "A estrutura encontrava-se comprometida, com o teto ameaçado", afirmou. A prefeitura informou que o posto atende cerca de 40 pessoas por dia e continua em funcionamento.

    Na Unidade, há uma placa que indica que houve uma reforma no prédio em maio de 2015. No local, ainda há rachaduras nas paredes e equipamentos defasados.

    A assessoria da prefeitura informou que apura a situação para enviar um relatório ao Tribunal de Contas e ao Ministério da Saúde. "Para consertar, precisamos da avaliação, já que é um convênio, assim como acontece em outras obras, muitas inacabadas da outra gestão", explicou o secretário de Infraestrutura Marco Aurélio.

  • Cimpajeú: Prefeito Serra Talhada anuncia candidatura

     

    O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque do PT que puxou o coro em defesa de Marconi Santana do PSB para presidir o Cimpajeú - no próximo biênio - em contado com Júnior Campos - agora há pouco -  anunciou em primeira mão que, vai disputar o cargo. A eleição deve acontecer na próxima sexta (27).

    “Júnior coloque no seu blog que eu sou candidato, já que Marconi não quis eu vou querer, mas aviso que tem vaga pra ele (Marconi), na minha chapa”, disse via telefone em tom de otimismo.

     

  • Marconi descarta interesse pela presidência do Cimpajeú, agradece apoio e diz está focado em Flores

    Sávio Torres, prefeito de Tuparetama e atual presidente do Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú – Cimpajeú assinou na última terça-feira (17), o edital que dispõe sobre o processo eleitoral de renovação da diretoria do Consórcio.  

    O prefeito de Flores, Marconi Santana do PSB, que teve o nome ventilado e defendido por Luciano Duque do PT, para entrar na disputar pelo cargo; nesta quinta-feira (19) descartou qualquer interesse e possibilidade de participar do pleito, que deverá ocorrer na próxima sexta (27).

    “Estamos trabalhando diuturnamente para colocar a máquina pública em pleno funcionamento para atender os anseios da população, que vinha sofrendo com a má operação destes serviços. Nosso foco está sendo este, e será. Estamos agradecidos, aos colegas prefeitos que defenderam o meu nome, em especial, ao nosso prefeito, amigo e grande gestor, Luciano Duque, por sair em defesa do nosso nome, mas ainda não é o momento. O cenário é de incertezas no campo e político e econômico que vive o nosso Brasil e, certos disso estamos buscando alternativas para fortalecer a agricultura familiar e atrair investimentos para garantir emprego e renda em nosso município", disse Marconi.

  • Gestores devem alterar Lei do Imposto Sobre Serviço (ISS), orienta CNM

    A Confederação Nacional de Municípios (CNM) elaborou uma Nota Técnica para orientar os gestores sobre os procedimentos a serem adotados referentes às alterações na Lei do Imposto Sobre Serviço (ISS), tributo de competência dos Municípios. As mudanças na legislação foram publicadas no final do ano passado, por meio da Lei Complementar 157/2016.

    As mudanças exigem dos Municípios adequações em suas respectivas leis. Ainda estabelece a necessidade de observâncias aos princípios constitucionais da Anterioridade do Exercício e da Anterioridade Nonagesimal. A CNM informa que poucos Municípios conseguiram editar suas leis ainda em 2016.

     

    A Confederação ressalta ainda que trabalha pela derrubada no Congresso Nacional dos vetos dos dispositivos que redistribui o ISS referente aos serviços de cartões de crédito e débito, leasing e planos de saúde. O presidente Michel Temer vetou o projeto no final do ano passado.