O sucesso do bloco azul e a nova edição de 2019: ‘Os Azulões Misteriosos’ - JUNIOR CAMPOS

O sucesso do bloco azul e a nova edição de 2019: ‘Os Azulões Misteriosos’


 

Imagens: Max Rodrigues do Farol

Nesta última quinta-feira (08), Sebastião Oliveira junto com outros integrantes da oposição serra-talhadense, organizaram e realizaram pela primeira vez um carnaval partidarizado para a população do município, intitulado ‘O Bloco do Azulão’.

O nome do bloco que arrematou centenas de pessoas para caírem na folia é uma clara alusão à cor e ao partido da oposição ao Governo Duque, o PR – Partido da República, que é liderado pelo Secretário do Governo Paulo Câmara, popularmente chamado pelos seus eleitores e amigos na cidade, de “Sebá”.

No entanto, vale ressaltar que esta primeira edição do chamado Bloco do Azulão, caiu como uma “coincidência cheia de providência” justamente num ano de pleito eleitoral.

Outro fato que chama à atenção, é que, questionado pelos comunicadores da Rádio Líder FM, na tarde desta sexta-feira (09), quando falava com os mesmos por telefone, sobre o futuro do Bloco e se ele iria continuar a ser realizado em Serra Talhada, Oliveira aproveitou para além de respondê-los, alfinetar o Prefeito Luciano Duque (PT).

O Azulão Sebá, disse que “já estamos planejando a segunda edição do Bloco. Se o prefeito não faz Carnaval em Serra Talhada, nós fazemos”, alfinetou; e ainda frisou em sua fala que o evento não foi bancado com dinheiro público, mas sim, com dinheiro privado.

Sebastião Oliveira, não deixou essa questão de quem bancou ou não o Bloco Azul muito bem esclarecida; falou em parcerias com empresários, porém, o Secretário acabou criando outro bloco para a opinião pública de Serra Talhada com suas declarações: ‘Os Azulões Misteriosos’.