• Tavares: Suspeito de cobrança de propina, prefeito diz que determinou exoneração de irmão

     

    O prefeito de Tavares, Aílton Suassuna (MDB) foi indiciado, e o irmão dele, o secretário de Finanças do município, Michael Suassuna, foi preso preventivamente nesta quarta-feira (14), durante uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deccor).

    Eles são acusados pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) de terem cobrado propina como condição para o pagamento pela aquisição de dois veículos pela administração municipal.

    Em nota, o prefeito disse que não compactua com qualquer tipo de ilícito ou irregularidade administrativa, e assegurou que “ao tomar conhecimento do suposto fato ilícito envolvendo o secretário, determinei imediatamente a exoneração do servidor Michael Alysson Suassuna Porto”.

  • Quem tem problemas com a Justiça não entrará no governo, diz Bolsonaro

    O presidente eleito Jair Bolsonaro descartou a possibilidade de que pessoas com problemas com a Justiça integrem seu governo. Ao apresentar o futuro chanceler, o embaixador Ernesto Araújo, o futuro mandatário negou que esteja negociando indicações para embaixadas ou ministérios com qualquer integrante do atual governo.

     
    “Quem estiver devendo para a Justiça não terá a mínima chance de continuar num governo meu. Quem não estiver devendo, podemos até conversar”, declarou Bolsonaro. Ele disse que pretende concluir a definição dos nomes para ocupar o primeiro escalão até 30 de novembro.

  • Sem Moro, Lula depõe no processo do sítio de Atibaia

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva presta depoimento para a juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, nesta quarta-feira 14 no caso que apura o possível pagamento propina da empreiteira OAS sob forma de reformas e melhorias em um sítio de Atibaia, interior de São Paulo. A oitiva está marcada para as 14h.

    Lula responde pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele nega ter sido beneficiado e diz que apenas frequentava o local, que pertencia a um amigo da família. Outras 12 pessoas são rés no processo.

  • Na ausência de Câmara, Duque cumpre agenda no Palácio do Campo das Princesas

    Acompanhado do deputado estadual, Augusto César e do vereador Antônio Rodrigues, o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque do Partido dos Trabalhadores – PT esteve hoje, terça-feira (13), no Palácio do Campo das Princesas, onde se reuniu com o Governador em exercício, Eriberto Medeiros que preside a Assembleia Legislativa.

    Em sua página oficial, no facebook, Duque revelou que durante a audiência, externou "algumas preocupações e aproveitei para apresentar os nossos pleitos, entre eles, um desejo antigo de implantarmos o Centro Administrativo de Serra Talhada, otimizando a gestão e os serviços públicos”, escreveu.

    O prefeito de Serra Talhada finalizou agradecendo, a Eriberto Medeiros, pela atenção e por “estar sempre contribuindo para o desenvolvimento de Serra Talhada”

  • Bolsonaro diz que vetaria reajuste do STF se já fosse o presidente

     
    O presidente eleito Jair Bolsonaro disse neste sábado (10) que, se já estivesse no cargo, vetaria a proposta de aumento salarial dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

    “Não tem outro caminho no meu entender, até pela questão de dar exemplo…Eu falei antes da votação que é inoportuno, o momento não é esse para discutir esse assunto”, afirmou ele em entrevista à emissora Record sobre a primeira semana dos trabalhos para transição de governo.

    Na quarta-feira, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) aprovaram o encaminhamento de uma proposta de reajuste de 16,38% de seus salários ao Ministério do Planejamento, como parte do Orçamento 2019 da corte.

  • Duque questiona expediente do TCE em direção ao seu governo

    Imagem: Júnior Campos/arquivo

    “Não foi negado direito; agora isso foi muito rápido. Como é que se vota em duas semanas 6 contas?” Foi o questionamento feito pelo prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque do Partido dos Trabalhadores – PT, em direção ao Tribunal de Contas de Pernambuco, que tem mantido na agenda, julgamentos quase semanais de contas de governo, prefeitura, gestão fiscal e embargos, da prefeitura de Serra Talhada. Em todos os expedientes, Duque tem sofrido amargas derrotas, do órgão de controle de contas.

    O questionamento de Luciano foi externado ontem, quinta (08), durante entrevista o jornalista Giovani Sá, que completou o desconforto:

    “Fomos pegos de surpresa...agora não se pode ter um julgamento para um governo, diferente de outro. Se você for fazer uma análise, lá no tribunal, casos iguais aos meus foram absorvidos! Agora assim, cada câmara tem uma visão diferente e não foi levada em consideração a questão da redução do PIB, não foi levado em consideração os dois quadrimestre”, explicou.

    Para o prefeito do PT;  “julgaram e julgaram. Agora, não estou questionando o tribunal. Não tive como me defender lá e vamos nos defender na câmara, mostrando que não cometi nenhum ato ilícito”, se defendeu.  

  • Operação da PF prende Joesley Batista e vice-governador de MG

    Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira (9) o vice-governador de Minas Gerais, Antonio Andrade (MDB), e o executivos da JBS Joesley Batista, em desdobramento da Operação Lava-Jato. O executivo da JBS Ricardo Saud também é alvo de um mandado de prisão, mas está fora do país e não foi localizado até as 7h30 da manhã.

    Ao todo, são cumpridos 62 mandados de busca e apreensão em Minas Gerais, São Paulo, Distrito Federal, Rio de Janeiro, Paraíba e Mato Grosso do Sul. Joesley foi preso em São Paulo e Andrade, no interior de Minas Gerais, na cidade de Vazante.

  • Isaltino: Sérgio Moro não tem condição moral de ocupar o ministério

    Em discurso no Pequeno Expediente desta segunda (5), o deputado Isaltino Nascimento (PSB) criticou a decisão do juiz federal Sérgio Moro de aceitar o convite do presidente eleito, Jair Bolsonaro, para assumir o comando Ministério da Justiça. Para o parlamentar, líder do Governo na Assembleia, a atitude coloca em dúvida a imparcialidade do magistrado na condução dos processos referentes ao ex-presidente Lula na Operação Lava Jato.

    “A máscara de Moro caiu. Viemos à tribuna mostrar que a visão imparcial do juiz não existe e que ele assumirá um ministério de um governo reacionário e atrasado”, afirmou Nascimento. Na avaliação do socialista, a entrega do comando do ministério a Sérgio Moro e a promessa de uma vaga futura no Supremo Tribunal Federal (STF) representam “um prêmio para aquele que foi o algoz do candidato (Lula) que disputaria os votos com o presidente eleito”.

    “Sérgio Moro não tem condição moral de ocupar o ministério”, acrescentou o governista, que qualificou como “questionáveis” e “dúbias” outras posições do magistrado. Nascimento citou a divulgação de uma escuta telefônica não autorizada da ex-presidente Dilma Rousseff, a condenação de Lula no processo referente ao triplex do Guarujá (SP) e a exposição de parte da delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci às vésperas do primeiro turno das eleições presidenciais deste ano.

    O discurso de Isaltino Nascimento motivou reações contrárias de pessoas que acompanhavam, das galerias, a Reunião Plenária. “Nós sabemos viver com indivíduos e segmentos de posicionamentos contrários. Mas precisamos estar atentos porque vivemos em um tempo em que pessoas tentam impor seu ponto de vista e calar a voz daqueles que se contrapõem”, argumentou.

     

  • Alepe aprova R$ 490 milhões em verbas extras para Paulo Câmara

    Mesmo em clima de campanha eleitoral, a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou nos últimos meses uma série de matérias que envolve a situação scal do Estado e ajudará o governador Paulo Câmara (PSB) a engordar em quase R$ 490 milhões os cofres às vésperas de iniciar o segundo mandato. O dinheiro vem todo de receitas extras.

    Esse suporte nanceiro ganha importância no momento em que o socialista se prepara para governar na oposição ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) com o desao adicional de captar recursos para as obras estratégicas. Em plena corrida eleitoral, a Alepe aprovou uma autorização para que o governador capte R$ 455,9 milhões através de um empréstimo junto à Caixa Econômica Federal. O dinheiro precisará ser empregado exclusivamente em obras de saneamento tocadas em parceria com o Ministério das Cidades. Como a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) veda a contratação de operações de crédito nos 120 dias que antecedem o m do mandato do governador, é provável que o empréstimo só seja aplicado em 2019.

    O governo apresentou como garantia os recursos do Fundo de Participação dos Estados. Em outra frente para reforçar o caixa do governo, o Legislativo autorizou o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) a repassar R$ 34 milhões ao governo Paulo Câmara. 

  • Sérgio Moro quer levar integrantes da Lava Jato para o Ministério da Justiça

    O juiz Sérgio Moro vai levar para o Ministério da Justiça integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato. O magistrado já avalia nomes ligados à Polícia Federal, que voltará a ficar sob o comando da pasta, e à Receita Federal. Para colocar em prática a promessa de uma "agenda anticorrupção e anticrime", Moro terá o maior orçamento da pasta nesta década.

    Serão R$ 4 798 bilhões em 2019, 47% a mais do que a dotação autorizada para este ano. Ao mesmo tempo, herdará um déficit de pessoal em órgãos como a Polícia Rodoviária Federal.

  • Primeiro encontro entre Temer e Bolsonaro será na próxima quarta

     

    O presidente eleito, Jair Bolsonaro, vem a Brasília na semana que vem. Ele terá o primeiro encontro com o presidente Michel Temer na próxima quarta-feira (7), no Palácio do Planalto.


    Este encontro faz parte do processo de transição entre os dois governos que começou na última segunda-feira (29), quando o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, recebeu os primeiros 22 nomes da equipe de transição da parte de Bolsonaro. Ao todo, a equipe será formada por 50 pessoas.

    Segundo o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o encontro iniciará formalmente, entre os dois presidentes, este processo de transição.

    Temer e Bolsonaro chegaram a conversar rapidamente, por telefone, no domingo (28) à noite, depois do resultado da eleição.

    O presidente parabenizou Bolsonaro pela vitória nas urnas e fez votos para que o governo de seu sucessor seja “de muita paz e harmonia”.

    Desde a eleição, no domingo, Bolsonaro tem ficado em casa, no Rio de Janeiro, recebendo aliados e integrantes da equipe que vai compor o governo.

  • Sinézio agradece aos nordestinos pela excelente votação dada ao PT

    Em sessão realizada nesta segunda-feira (29), na Câmara de Vereadores de Serra Talhada, o vereador Sinézio Rodrigues falou sobre o resultado das eleições 2018 e afirmou que será resistência caso o novo presidente não promova políticas públicas que possam beneficiar a região nordeste.

    “Fiquei muito feliz com o resultado das eleições em Serra Talhada, em Pernambuco e no Nordeste de forma geral. O povo nordestino, o povo sertanejo, o povo pernambucano é, sobretudo, um povo de grande gratidão que soube reconhecer os investimentos que o Partido dos Trabalhadores trouxe para nossa região. Região, esta, muitas vezes esquecida por outros governantes, mas que com as políticas públicas implantadas nestes últimos 13 anos, como a interiorização das Universidades públicas, a vinda dos Institutos Federais, a transposição do Rio São Francisco, programa “Minha Casa, Minha Vida”, Piso Nacional do Magistério; conseguiu alcançar a dignidade negada, a tantos anos,  pelos demais governantes.”

    Em relação ao Piso Nacional do Magistério, Rodrigues afirmou que: “Muitos professores não votaram em Haddad, ele que foi responsável pela criação do Piso Nacional do Magistério; em 2022 é o prazo para renovar o FUNDEB e quero ver como é que este novo governo vai agir diante disso. Quero ver como os professores irão reagir, principalmente, aqueles que deixaram de votar em um professor, que trabalhou diretamente nas melhorias da educação deste país, para votar em um cidadão que passou 30 anos no parlamento e não mostrou produtividade. Não estou aqui dizendo que ele não vai fazer nada, vou esperar que ele faça! E se não fizer vai ter um vereador, um professor, um sindicalista, um cidadão para cobrar e combatê-lo. Vamos para o enfretamento porque nós nordestinos temos coragem e não vamos ficar sob os pés de ninguém, nós construímos nossa própria história. Desejo que tudo aquilo que ele falou, de forma, equivocada e preconceituosa, não seja colocado em prática porque terá reação; não iremos perder nossa liberdade e não deixaremos o nordeste ser esquecido novamente.”

    Sinézio parabenizou o trabalho realizado pelo Prefeito Luciano Duque e seu grupo durante a campanha de Haddad, aqui em Serra Talhada, a todos os vereadores que deram suporte a campanha do candidato petista e também ao Grupo “Sertão contra o fascismo” pelas as ações empreendidas durante o 2° turno das eleições.

  • Em culto com Malafaia, Bolsonaro diz que "Deus capacita os escolhidos"

    O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), disse na noite desta terça-feira (30) ter "certeza" de que não é o mais capacitado para conduzir a nação, mas que, por ter sido escolhido, será capacitado por Deus.

    Em seu primeiro ato público após a vitória no segundo turno, Bolsonaro participou nesta noite de um culto na Assembleia de Deus Vitória em Cristo, no Rio de Janeiro, cujo presidente é o pastor Silas Malafaia. Ele foi recebido com gritos de "mito" pelos fiéis que assistiam ao culto.

    "Primeiro, eu quero agradecer a Deus por estar vivo", afirmou, visivelmente emocionado, mencionando o ataque a faca que sofreu no dia 6 de setembro, durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

    "Depois, eu quero agradecer também a Deus por essa missão. Porque o Brasil... Temos uma nação um tanto quanto complicada. Crise ética, moral e econômica. Eu tenho certeza de que não sou o mais capacitado. Mas Deus capacita os escolhidos", declarou.

    O presidente eleito discursou por cerca de cinco minutos ao lado de Malafaia, que onze anos atrás celebrou o casamento de Bolsonaro com a futura primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro.

    "Chorei muito naquele dia", disse Bolsonaro. "E chorei, também, muito depois das eleições. Porque a gente pergunta, às vezes: isso é para comemorar ou é para a gente... Cada vez mais, pensar com mais profundidade o tamanho dos desafios que teremos pela frente?", questionou.

    Bolsonaro ainda agradeceu os votos dos fiéis evangélicos e disse que o eleitorado pode esperar, em seu governo, um presidente comprometido "com os valores da família cristã"

    Bolsonaro também disse que tinha "de tudo para não chegar" à Presidência –"partido pequeno, sem fundo partidário, pouco tempo de TV, 90% da mídia contra"—e associou sua vitória à escolha do slogan de sua campanha: Brasil acima de tudo, Deus acima de todos.

     

    "Eu só peço aos senhores e às senhoras, nesse momento, como cristão, que continuem, assim como oraram pela minha vida, continuem orando para que possamos, além de ter uma boa equipe do meu lado, termos boas ideias e termos coragem para tomar decisões de modo que nosso povo possa realmente no futuro ser feliz", declarou.

  • Manuca é eleito pra presidir o Cimpajeú após gestão histórica de Marconi; confira as conquistas

    Imagem: Júnior Finfa

    O prefeito de Custódia, no Sertão do Moxotó, Manuca do PSD foi eleito, hoje, terça-feira (31), para presidir o Cimpajeú – Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú no o próximo Biênio 2019-2020. Marconi Santana do PSB, atual presidente foi para cadeira de vice, e João Batista (PR), prefeito de Triunfo continua na condição de 1º secretário.

    Onze gestores municipais estiveram presentes na votação, e todos foram unânimes pela condução do tucano, à presidência do consórcio.

    Presentes: Zeinha Torres (Iguaracy), Lino Morais (Ingazeira), Anchieta Patriota (Carnaíba), Geovanne Martins  (Santa Terezinha), Djalma Alves (Solidão), Mário Flor (Betânia), Sebastião Dias (Tabira), Alessandro Palmeira, vice-prefeito de Afogados da Ingazeira e Márcio Oliveira, vice-prefeito de Serra Talhada.

    Faltosos: Sandra da Farmácia (Calumbi), Tássio Bezerra (Santa Cruz da Baixa Verde), Adelmo Moura (Itapetim), Sávio Torres (Tuparetama), Tânia Maria (Brejinho), Evandro Valadares (São José do Egito).

    ÚTIMAS CONQUISTAS E PLEITOS

    À frente do consórcio, Marconi manteve uma agenda para implantação de esgotamento sanitário, sistemas de abastecimento d’ água, distribuição de cisternas e pleiteou em Brasília, recursos provenientes de emenda parlamentar para aquisição de uma usina de asfalto e patrulha mecanizada, que foram assegurados por: Danilo Cabral R$ 300 mil, André de Paula R$ 250 mil, Humberto Costa R$ 300 mil e Kaio Maniçoba R$ 300 mil.

    Santana entregou aos consorciados, 28 (vinte e oito) ensiladeiras e lutou na Sede da Superintendência do Banco do Brasil em Pernambuco e Brasília, pela reabertura do Bando do Brasil de Flores e Iguaraci.

    Junto ao Ministro da Educação, Mendonça Filho, Marconi cobrou à inclusão da merenda escolar no abatimento de gasto dos 25% com a educação e, o ajuste do valor para o transporte escolar.

    Marconi ainda sugeriu a criação de um selo com premiação para o município 100% comprometido com a revitalização do Rio Pajeú – em reunião com o Comitê de Bacias do São Francisco.

    Ainda na gestão de Marconi Santana do PSB, o Secretário Executivo de Administração do Governo de Pernambuco, José Augusto Bichara Filho autorizou a entrada da instituição em um imóvel estadual. O imóvel fica localizado à Rua Roberto Nogueira, nº 191, no centro de Afogados da Ingazeira.

     

  • Eleitora de Bolsonaro acusa advogado de agressão; assessoria diz “que tudo foi uma mentira"

    No Sertão Pajéu, município com o maior colégio eleitoral da mesma região, um Boletim de Ocorrências foi registrado no início da tarde deste domingo (28),  na Delegacia de Polícia Civil de Serra Talhada por Carla Adriana de Leite Lima, delegada do partido do candidato à presidência república, Jair Bolsanaro do PSL.

    No depoimento aos policiais de plantão, a eleitora de Bolsonaro disse que exercia a atividade de fiscal da justiça eleitoral, quando acabou entrando em atrito com o advogado, citado pela mesma, como Geovane.

    Ainda segundo Carla, o advogado estaria usando uma camiseta com a hastg #Elenão, e não quis ser fotografado, após ela pedir sua identificação. Carla ainda relatou aos agentes de plantão, que o dvogado segurou em uma de suas mãos.

     O blog entrou em contanto com a assessoria do advogado, que desmentiu as acusações da bolsonariana.

    “Tudo não passou de uma grande mentira. Na verdade estavam pedindo para que os fiscais do Partido dos Trabalhadores – PT saíssem das seções, justificando que nossas credenciais estavam irregulares. Só que o nosso credenciamento foi feito, junto ao TSE. Na verdade ela que agradiu o advogado Geovane, mas em nenhum momento vimos a necessidade de fazer um registro policial”, explicou em nota, a assessoria do advogado.

  • Desenvolvimento do turismo cultural do Sertão do Pajeú é tema de evento em Triunfo

    Começa nesta segunda-feira (29) e segue até a quarta-feira (31), no Centro de Convenções do SESC Triunfo-PE, o evento “O Voo do Desenvolvimento – O Turismo Cultural no Sertão do Pajeú. O evento tem o objetivo de fomentar os setores de turismo, cultura, economia e desenvolvimento social, envolvendo profissionais liberais, empresários, prefeituras e sociedade civil para conhecerem de perto a importância do Aeroporto Regional Santa Magalhães, que deverá ser inaugurado em breve em Serra Talhada.

    O evento tem o apoio do Sesc-PE, Sebrae-PE, Azul Linhas Aéreas, Amupe, Empetur e prefeituras da região. A programação contará com Rodada de Negócios, Espaço Destinos, Visita Técnica, Palestras, Homenagens, Happy Hour e momento de Sociabilidade, Lazer e Solidariedade, com doações de alimentos, roupas e acessórios diversos. Os alimentos serão distribuídos entre os espaços carentes da região e as roupas e acessórios ao Bazar do Câncer do Sertão.

    Na terça-feira (30), haverá, às 15h, a palestra “Vôo do Desenvolvimento - Solidariedade e Beneficência, ministrada pela colunista e publicitária, Andréa Martins.

    Saiba mais sobre o evento

    Rodada de Negócios – Diversas empresas da região participarão da Rodada de Negócios, realizada em parceria com o Sebrae-PE. A Rodada tem como objetivo a geração de renda, o empreendedorismo e o fomento entre os mais variados setores. 

    Espaço Destinos – Este espaço será utilizado pelas prefeituras da região para exposição de seus potenciais de cultura, turismo, gastronomia, arte entre outros. 

    Visita Técnica – As associações do Trade Turístico de Pernambuco estarão participando ativamente do evento, realizando visitas técnicas nas cidades da região.

    Palestras – As palestras serão ministradas pela Azul Linhas Aéreas, Sebrae-PE, SDS-PE, Trade Turísticode PE e um profissional médico.

    Happy Hour – Será o momento de sociabilidade e congraçamento do evento. Com serviço de alimentos e bebidas.

    Stand UP – Momento de Lazer

    PROGRAMAÇÃO:

    DIA 29.10.18 (SEGUNDA-FEIRA)

    11h30 – Chegada em Triunfo e recepção de boas-vindas pelo prefeito João Batista

    12h15 – Check-in Hotéis

    12h40 – Almoço com a colunista Andréa Martins (SESC TRIUNFO)

    14h - Apresentação e Visita Técnica a pontos turísticos de Triunfo-PE

    19h – Jantar oferecido pela Prefeitura de Triunfo, no Papo Pizza

     Parlatório de boas-vindas:

    •         Prefeito João Batista.

    •         Conselheiro da Empetur

    -         Representante do Trade Turístico

    •         Prefeito de Serra Talhada.

    •         Apresentação do Grupo de Caretas.

  • "Vamos lutar até o último minuto", diz Haddad antes de votar

    O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad registrou seu voto no segundo turno da eleição neste domingo (28).

    O petista votou em uma escola em Indianápolis, bairro da zona sul de São Paulo. 'Vamos lutar até o último minuto”, disse Haddad um pouco antes de registrar o voto. Mais cedo, Haddad tomou café da manhã com lideranças petistas em um hotel também na zona sul de São Paulo”.

     Aos jornalistas, o petista fez uma crítica indireta a Ciro Gomes (PDT), que não declarou apoio explícito à sua candidatura. “Vamos olhar para os brasileiros que tiveram, num momento difícil da vida nacional, uma postura de honradez, defendendo o Brasil e a democracia".

    Haddad também festejou os resultados das pesquisas Datafolha e Ibope, divulgadas no sábado (27). Segundo os levantamentos, houve uma queda na diferença entre ele e Bolsonaro.

    "Estou muito confiante que vamos ter um grande resultado hoje. Vamos lutar até o último minuto. As pesquisas indicam uma retomada importante da intenção de voto no nosso projeto. E eu confio na democracia, confio no povo brasileiro".

  • Com segurança reforçada, Bolsonaro vota no Rio de Janeiro

    O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, votou neste domingo (28), às 9h17, na Escola Municipal Rosa da Fonseca, na Vila Militar, em Deodoro, na Zona Oeste do Rio. O capitão do exército estava acompanhado da mulher, Michele.


    O esquema de segurança na zona eleitoral da Vila Militar foi reforçado com grades e uma maior presença da Polícia do Exército. As polícias militar e federal também trabalharam na operação de segurança do candidato do PSL.

  • Ciro Gomes diz que não vai se posicionar no segundo turno

    Apesar dos enfáticos acenos do PT a Ciro Gomes por um apoio neste segundo turno, o candidato derrotado do PDT decidiu não se posicionar na disputa. Em um vídeo divulgado nas redes sociais neste sábado (27).

    "Claro que todo mundo preferia que eu, com meu estilo, tomasse um lado e participasse da campanha. Mas eu não quero fazer isso por uma razão muito prática, que eu não quero dizer agora, porque se eu não posso ajudar, atrapalhar é o que eu não quero", disse Ciro no vídeo.

    Terceiro colocado no primeiro turno, Ciro Gomes viajou em seguida para a Europa e vinha sendo cortejado pela campanha do petista Fernando Haddad para integrar uma frente democrática contra Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno. 

    "Minha consciência me aponta a necessidade de preservar um caminho em que a população brasileira possa ter amanhã [domingo, 28] uma referência para enfrentar os dias terríveis que, imagino estão se aproximando", continuou o pedetista no vídeo de dois minutos, gravado em um apartamento.

     

    O partido do ex-ministro declarou apoio crítico a Haddad no começo do segundo turno. O irmão de Ciro, senador eleito Cid Gomes, fez críticas ao PT quando participava de um ato em apoio a Haddad e o vídeo chegou a ser utilizado na campanha do PSL na televisão.

  • Luciano Duque e Marília arrastam multidão em Serra Talhada, em prol de Haddad

    Principal estrela do Partido dos Trabalhadores – PT, no Sertão, Luciano Duque Prefeito de Serra Talhada, realizou nesta sexta-feira, o que ele classificou de “um lindo ato da virada de Fernando Haddad presidente”.

    O ato em prol de Haddad começou com uma grande carreata e reuniu uma multidão com encerramento, no bairro IPSEP. Além de várias lideranças locais, a deputado federal, eleita este ano, Marília Arraes do mesmo partido, veio fortalecer o coro em defesa do candidato a presidente, pelo PT.

    “Parabéns a todos os movimentos que participaram desse grande e histórico ato em defesa da democracia e dos direitos dos trabalhadores. Vamos à luta. Vamos vencer a eleição para o Brasil ser feliz de novo, com Haddad presidente”, afirmou o prefeito.