• Duque lamenta postura de Márcio e afirma: O processo segue o curso, sou o condutor

    O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque do Partido dos Trabalhadores – PT, ao falar com Júnior Campos neste sábado (19) lamentou o fato de Márcio Oliveira - seu vice - ter enviado não só uma nota à imprensa, onde revelou estar fora da disputa interna entre os postulantes ao cargo de prefeito no processo eleitoral de 2020, como também, pelas declarações um tanto quanto comprometedoras, em relação à atuação de Márcia Conrado, na pasta da saúde.  

    Quando questionado por Júnior Campos, sobre as declarações de Márcio, o líder político da Capital do Xaxado foi enfático: “O processo segue o curso, sou o condutor. A escolha será do grupo ouvindo a população”. Assegurou o petista, que completou externando “lamento”, pelo caminho escolhido por Márcio. 

  • Márcio Oliveira: Entendo ser fictícia a disputa e que, portanto, me retiro dela

    O vice-prefeito, Márcio Oliveira (PSD) resolveu hoje, sábado (19) via imprensa, anunciar sua desistência à pré-candidatura de prefeito de Serra Talhada. O anúncio de Oliveira veio logo após uma reunião com Luciano Duque (PT), motivada pelas declarações próprio Márcio via rádio, de que Márcia Conrado estaria usando a estrutura da Secretaria de Saúde para fazer política, visando o processo eleitoral de 2020.

     “A gente está concorrendo com um fundo, talvez o maior fundo político do nosso município”, afirmou.

    Em nota, o vice-prefeito de Serra Talhada listou elogios a Luciano Duque (PT), descartou rompimento e reafirmou sua insatisfação com a postura adotada pela Secretaria de Saúde, Márcia Conrado.

    O vice-prefeito de Serra Talhada explica que saiu da disputa, “por entender  ser fictícia a “disputa” e que, portanto, me retiro “dela”.

    NOTA DO VICE-PREFEITO DE SERRA TALHADA À IMPRENSA

    Vamos começar pelo fim, reafirmo meu compromisso com a gestão do prefeito Luciano Duque e tenho muito orgulho de compor a equipe que se esforça tanto para fazer, a cada dia, uma Serra Talhada melhor. Tenho respeito e muita admiração pelo gestor e também por cada uma das demais pessoas que compõem o Governo. Da minha parte, nenhuma possibilidade de rompimento.

    Por várias entrevistas em rádio ficamos sabendo que teríamos uma escolha, ao final de 2018, do candidato que iria receber o apoio do governo nas eleições de 2020. Ocorre que o prazo mudou e, por “coincidência do destino”, a pre candidatura da gestora do Fundo Municipal de Saúde apareceu.

    Desde esse momento, as reclamações por diferença de estruturas se acentuaram. Da minha parte, questionei também esta diferença.  Inclusive ao Prefeito, na presença dos demais postulantes, inclusive da Gestora do Fundo Municipal de Saúde. Nada foi feito, pois, no meu entendimento, não temos uma disputa de pré-candidaturas, mas a tentativa de legitimação de uma candidata já escolhida.

    Não quero, nem vou,  questionar a autonomia de quem tem a legitimidade de direcionar o caminho,  tampouco quero questionar as preferências de quem quer que seja. Da minha parte, por entender que assim é, só reafirmo que entendo ser fictícia a “disputa” e que, portanto, me retiro “dela” . Não há verdadeira disputa, sem condições semelhantes de disputar.

    Reafirmo, não sou mais pré-candidato a prefeito. Da parte da Gestora do Fundo Municipal de Saúde só questionei uma coisa diretamente a ela: ter recebido o estímulo e vários tapinhas nas costas com a afirmação do apoio a minha pré-candidatura, quando, na verdade, a articulação era o oposto.

    A minha decisão foi comunicada ao Prefeito na ultima terça-feira, dia 15 de janeiro, e reafirmei, pessoalmente, ontem (18/01), na presença de Luciano Duque, sua esposa e Márcia Conrado. Toda as palavras escritas aqui foram ditas frente a frente a cada uma das três pessoas mencionadas.

    Assumo vários defeitos meus, mas tenho trilhado um caminho da verdade, lealdade e companheirismo e, cada dia mais, comprometido com o melhor para nosso povo.

    Sempre grato

    Márcio Oliveira

    .

  • Em 1 mês Flávio Bolsonaro recebeu 48 depósitos suspeitos, diz Jornal Nacional

    Trecho de um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) mostra que em um mês quase 50 depósitos em dinheiro foram feitos numa conta do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), revelou na noite desta sexta-feira, (18) o Jornal Nacional, da Rede Globo. A suspeita, segundo a reportagem, é que funcionários dos gabinetes devolviam parte dos salários, numa operação conhecida como "rachadinha".

    O registro, de acordo com o Jornal Nacional, traz dados sobre movimentações financeiras de Flávio Bolsonaro entre junho e julho de 2017. No total, foram 48 depósitos em espécie na conta do senador eleito, "concentrados no autoatendimento da agência bancária que fica dentro da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), e sempre no mesmo valor: R$ 2 mil".

    Segundo a reportagem, foram R$ 96 mil depositados em cinco dias. O Coaf disse à Rede Globo que não foi possível identificar quem fez os depósitos. O relatório, segundo a reportagem, afirma que o fato de terem sido feitos de forma fracionada desperta suspeita de ocultação da origem do dinheiro. O documento faz parte de um relatório de inteligência financeira (RIF).

     

    O Jornal Nacional informou que esse novo relatório foi pedido pelo Ministério Público do Rio a partir da investigação de movimentação financeira atípica de assessores parlamentares da Alerj.

  • Insatisfeito, deputado manda recado para Câmara: nós ficaremos com o Presidente

    O Deputado Federal Pastor Eurico, ao falar com o comunicador Alberto Ribiero, esta semana, deu declarações em que reafirmou o apoio de seu partido, o Patriotas, à reeleição do Governador de Pernambuco Paulo Câmara, e também lamentou a situação em que sua legenda se encontra no estado, devido à falta de atenção do Câmara.

    O Parlamentar disse lamentar "por não ter recebido nenhum telefonema do governador, pois nós aqui em Pernambuco votamos fechados com ele, e nosso partido ficou de fora de tudo", afirmou. Pastor Eurico também deu indicações de que o mal estar com o Governador é resultado de seu apoio ao Presidente da República Jair Bolsonaro, e mandou um recado para Câmara dizendo:

    Agora se nós tivermos de escolher entre Paulo e o Presidente, nós ficaremos com o Presidente. Eu não tenho projeto pessoal de poder; eu tenho projeto de país", disparou o Deputado.

  • Palocci cita propina dada a Lula em avião e caixa de uísque, diz jornal

    Em sua delação premiada firmada com a Polícia Federal, o ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil Antonio Palocci teria relatado que entregou dinheiro em espécie ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dentro do avião presidencial e em caixas de uísque. Segundo o site do jornal O Globo, Palocci contou que ele era o único responsável por levar valores pessoalmente até Lula, que foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão na Operação Lava Jato e está preso desde abril de 2018.

    “Se recorda que levou valores a Lula em Brasília/DF; que levou valores em espécie a Lula em diversas vezes em São Paulo/SP; que já levou valores em espécie para Lula dentro da aeronave presidencial; que era apenas o colaborador a levar pessoalmente recursos a Lula, entregues em suas mãos”, relatou o ex-ministro, segundo o jornal.

    Questionado pelos investigadores se houve alguma testemunha desse tipo de entrega, Antonio Palocci disse, conforme a publicação, que “em determinada oportunidade levou 50 mil reais em espécies a Lula no Terminal da Aeronáutica em Brasília/DF, durante a campanha de 2010, dentro de uma caixa de celular na frente do motorista do colaborador, cujo nome era Cláudio Gouveia”.

    Em outro trecho, Palocci teria afirmado ainda que “em São Paulo, recorda-se de episódio de quando levou dinheiro em espécie a Lula dentro de caixa de uísque até o Aeroporto de Congonhas, sendo que no caminho até o local recebeu constantes chamadas telefônicas de Lula cobrando a entrega”.
     

  • Câmara e o deputado federal alagoano se encontraram nesta sexta-feira, no Palácio

    governador Paulo Câmara recebeu, na manhã desta sexta-feira (18.01), no Palácio do Campo das Princesas, o deputado João Henrique Caldas (JHC), que disputa a presidência da Câmara Federal.

    Estiveram presentes ainda à audiência os deputados federais pernambucanos Tadeu Alencar e João Campos, além do secretário estadual da Casa Civil, Nilton Mota.

     

    Da mesma forma que fez com Rodrigo Maia e JHC, o governador receberá os demais candidatos à presidência da Câmara dos Deputados que o procurarem, durante o mês de janeiro. A eleição está prevista para o dia 1º de fevereiro. Na próxima segunda-feira (21), Paulo Câmara receberá o deputado federal Fábio Ramalho, atual vice-presidente da Casa.

  • Vice e secretário de Duque puxam o coro contra Márcia. “Isso acabou implodindo o grupo”

    O Vice Prefeito de Serra Talhada e provável pré-candidato à prefeitura municipal nas eleições de 2020, deu declarações contundentes sobre uma possível concorrente que ele considera, segundo suas próprias afirmações, muito forte.

    Sobre sua concorrente, que inclusive é sua correligionária, a Secretária Municipal de Saúde, Márcia Conrado, Márcio Oliveira disse "não estar concorrendo simplesmente com uma secretária. A gente está concorrendo com um fundo, talvez o maior fundo político do nosso município. Antigamente tínhamos a secretaria de Desenvolvimento Social, que era da mulher do prefeito, porque era por aquela secretaria que se fazia política. Hoje, e se eu tiver errado vocês me digam, a secretaria que a gente tem um retorno maior é a Secretaria de Saúde, não é mais Desenvolvimento Social e não é mais a da Educação”, afirmou ao falar com o comunicador Francis Maya.

    A declaração do vice de Duque (PT) veio logo após o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcos Oliveira revelar, em entrevista ao comunicador, Anderson Tennens, que os movimentos de Márcia Conrado, alimentado por governistas foi motivo de pauta, entre os postulantes ao cargo, com o próprio prefeito, Luciano.

    “Está gerando uma certa ciumeira e com razão de uma certa forma. Algumas pessoas que fazem parte do governo, está defendendo um determinado candidato e isso gera...se eu negar estou mentindo. E isso acabou implodindo o grupo do prefeito Luciano Duque. Depois da conversa que tivemos deu uma melhorada, por parte das pessoas que defendem a candidatura de Márcia”, disse o auxiliar de Duque, que também é pré-candidato.

    As declarações do Vice Prefeito e de Marcos refletem o fatiamento e a queda de braço que os situacionistas criaram para no final das contas, em 2020, verem quem será o "escolhido" do Prefeito Luciano Duque para sucedê-lo.

  • Governador do Ceará pede a Moro reforço de agentes penitenciários

     

     

    O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), pediu ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, reforço no quadro de agentes penitenciários nas unidades prisionais do estado. Em reunião nesta quinta-feira, 17, Santana explicou a Moro que houve queda significativa no número de ataques nos últimos dias, mas defendeu a continuidade do alerta tanto das forças estaduais como nacionais como forma de evitar reações das facções criminosas.

    O petista pediu ao ministro um adicional de 90 agentes penitenciários. Com cerca de 400 homens no Ceará, a Força Nacional ainda tem previsão de continuar mais duas semanas no estado.

    “Precisamos ser firmes, mostrar que quem manda é o Estado. Tivemos um pico de ações nas ruas e elas tiveram redução significativa. Para se ter ideia, ontem (quarta-feira, 16) houve apenas duas ocorrências. Mas vamos continuar mantendo as ações dentro do sistema prisional, transferindo líderes para presídios federais. E é preciso se manter em estado de alerta e de acompanhamento e prevenção para qualquer tipo de reação”, disse Camilo Santana.

  • Rodrigo Maia busca apoio no Recife para reeleição à presidência da Câmara dos Deputados

    O governador Paulo Câmara recebeu, na manhã desta quinta-feira (17.01), no Palácio do Campo das Princesas, o presidente da Câmara dos Deputados e candidato à reeleição, Rodrigo Maia. No encontro, que contou com a presença de parlamentares da bancada pernambucana e também de outros Estados, Maia e Paulo debateram a política nacional e os desafios de Pernambuco e do Brasil para os próximos anos.

     

    Assim como Rodrigo Maia, outros candidatos ao comando da Mesa serão recebidos pelo governador no Palácio, durante o mês de janeiro. O próximo encontro acontece já nesta sexta-feira (18), quando Paulo Câmara recebe com o deputado federal alagoano João Henrique Caldas (JHC), às 10h.

     

    Estiveram presentes ao encontro de hoje a vice-governadora Luciana Santos; os deputados federais pernambucanos Tadeu Alencar, Danilo Cabral, João Campos, Wolney Queiroz, Fernando Monteiro, Augusto Coutinho, Sílvio Costa Filho, Renildo Calheiros, Ossésio Silva, André de Paula e Raul Henry, além do futuro deputado estadual William Brígido. A comitiva de Rodrigo Maia contou ainda com os deputados federais Sheridan Oliveira (RR), Laura Carneiro (RJ) e Marcos Pereira (SP).

  • Opositores de Duque buscam consolidar nome de Waldemar e esquecem Victor Oliveira

    Já se ventila agora, entre o bloco de oposição, o nome de Waldemar Oliveira para chefiar a luta eleitoral contra o grupo da Situação liderado pelo prefeito Luciano Duque. Enquanto isso, o nome de Vitor Oliveira é pouco proclamado pela ala oposicionista da cidade.

    Dema, como é mais conhecido, é suplente do Senador Humberto Costa que é do mesmo partido do Prefeito, o PT, e esta semana já teve seu nome lançado pela mídia local como provável pré candidato da oposição.

    Vale ressaltar que Waldemar Oliveira sempre teve boa relação com Duque, apesar de ser irmão do seu maior opositor, o Deputado Federal Sebastião Oliveira, que parece não estar muito disposto a dar um norte ao caminho que os azulões deverão tomar como estratégia para o pleito de 2020.

  • Caruaru apresenta 35% de redução dos homicídios, diz governo de Pernambuco

    A cidade de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, acompanhou a redução dos índices da violência em 2018 em Pernambuco. Há um ano foi inaugurado o 1º Batalhão Integrado Especializado da Polícia Militar (1º BIEsp), que celebrou seu primeiro ano de atuação em solenidade comandada, nesta terça-feira (15), pelo governador Paulo Câmara (PSB). O 1º BIEsp reúne cinco unidades especializadas daPMPE e também contribuiu para reduzir em 42% o número de roubos e assaltos na cidade no ano passado.

    As cinco unidades especializadas da 
    PMPE, desde 2017, que antes só atuavam na Região Metropolitana do Recife: Ronda Ostensiva com o Apoio de Motocicletas (Rocam), Radiopatrulha, BPChoque, CIPCães e Policiamento de Trânsito. "Estamos satisfeitos de retornar a Caruaru e apresentar esse balanço do ano de 2018 com relação à segurança pública.

    Os números mostram o Agreste como a região onde mais se reduziu a violência, no número de homicídios e no de roubos. Caruaru teve um destaque importante”, afirmou o governador.

    “Estamos, efetivamente, restabelecendo a paz em Pernambuco, com números que a gente não via há muitos anos, e com a certeza de que com a continuidade desse trabalho, seja nas nossas operativas, como o BIEsp, que inauguramos no final de 2017, e com o Complexo de Polícia, feito no ano passado, seja com ações em todas as áreas de segurança, vamos ter um 2019 ainda melhor", reforçou Paulo Câmara

    No total, foram 169 ocorrências de CVLI registradas nesses 12 meses, contra 262 no ano anterior. No total, computaram-se 4.803 roubos durante o ano, contra 8.240 notificados em 2017. O 1º BIEsp cumpre o papel de reforçar o combate a diversas modalidades de crimes, como tráfico de drogas, assaltos, porte ilegal de armas e desarticulação de grupos de extermínio, com uma atenção especial ao patrulhamento e às ações nas áreas rurais do Agreste e Zona da Mata.

  • Bolsonaro assina decreto que facilita a posse de armas no Brasil

     

    O presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinou na manhã desta terça-feira, 15, um decreto que flexibiliza a posse de armas de fogo no Brasil. O esperado documento foi anunciado depois da terceira reunião do Conselho de Governo, formado pelo presidente, pelo vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) e pelos 22 ministros.

     

    “O que estamos fazendo aqui nada mais é do que restabelecer um direito definido nas urnas por ocasião do referendo de 2005, onde infelizmente o governo à época buscou maneiras, em decretos e portarias, a negar-lhes esse direito. O povo decidiu por comprar armas e munições e nós não podemos negar o que o povo quis naquele momento”, diz o presidente.

     

    Bolsonaro anunciou que o decreto altera os critérios para a chamada “efetiva necessidade” da aquisição da arma e manutenção desta em casa. Hoje, o interessado apresenta suas alegações e cabe à Polícia Federal ou ao Exército, de forma subjetiva, considerá-las válidas ou não. A partir de agora, serão adotados critérios objetivos.

     

    Todos que viverem na área rural ou em cidades localizadas em estados com mais de dez homicídios a cada 100.000 habitantes terão direito a adquirir armas e munições. O critério utilizado é o Atlas da Violência 2018, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Na prática, libera a posse no país todo, já que todas as unidades da federação estão acima deste índice.

  • Land Rover despenca de edifício-garagem no Pina

    Um carro despencou do terceiro andar de um edifício-garagem na Avenida Engenheiro Antônio de Góes, no Pina, Zona Sul do Recife, nas proximidades do posto Federal. O Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco foi acionado por volta das 11h para resgatar uma vítima que estava no carro.

    Uma empresa que presta serviços de lavagem de veículo no prédio do empresarial ITC, onde o acidente aconteceu, registrou o ocorrido, que deixou ferido um funcionário de 33 anos. Ele lavava um carro da marca Land Rover. Segundo informações de testemunhass, o homem realizou uma manobra errada no veículo, que caiu de uma altura de aproximadamente 10 metros. 

  • Decreto de posse de armas será divulgado amanhã, diz Casa Civil

     
     
    A Casa Civil da Presidência da República informou nesta segunda-feira, 14, o que o decreto que facilita a posse de armas de fogo será divulgado nesta terça-feira, 15, pelo governo Jair Bolsonaro. 
     
    A Presidência da República fará uma cerimônia oficial para anunciar o conteúdo e realizar a assinatura do decreto. O evento ocorrerá no Palácio do Planalto, às 11h, de acordo com a assessoria de imprensa da Casa Civil. Os detalhes do texto não foram divulgado. 

  • Em Caiçarinha da Penha, Faeca Melo reforça compromisso com o homem e a mulher do campo

     

    O Secretário de Governo Faeca Melo (PSD), esteve no distrito de Caiçarinha da Penha, na região rural de Conceição de Cima, onde na oportunidade conversou com agricultores e agricultoras  e lideranças políticas, da mesma região. “Escutamos as demandas e o reconhecimento ao excelente trabalho do Governo Luciano Duque”, disse o auxiliar da gestão municipal, acrescentando:

    “Procuraremos atender as reivindicações e solucionar os problemas apresentados”

    Entusiasmado com o encontro e com a recepção ofertada pela comunidade, Faeca, ainda externou gratidão: “Saímos muito gratificados com a recepção e a atenção de todos. Não faltaremos com vocês”. Assegurou.

  • De autoria do deputado Joaquim Lira lei proíbe venda de animais em lojas de PE

     
    Foi sancionada pelo governador Paulo Cãmara (PSB), na última quarta-feira (9), a lei n° 16.536/19, que tem por objetivo disciplinar a reprodução, criação, venda, compra e doação de animais de estimação em estabelecimentos comerciais.
     
    De autoria do deputado Joaquim Lira (PSD), a lei estadual proíbe o comércio irregular de animais de estimação, exóticos ou domésticos e estipula regras também para eventos de adoção realizados por pet shops ou clínicas veterinárias.

    Os canis, gatis e pet shops só poderão funcionar mediante alvará de funcionamento e deverão manter um banco de dados relativos ao plantel, registrando nascimentos, óbitos, vendas, permutas e doações dos animais com a identificação dos adquirentes, permutantes ou donatários conforme o caso.

    As novas regras entram em vigor a partir de 180 dias da publicação em Diário Oficial. 

  • Emprego é promessa do novo mandato de Paulo Câmara

    Por duas vezes consecutivas, uma na posse e outra no anúncio oficial do novo secretariado, o governador Paulo Câmara (PSB) garantiu que ele e sua equipe farão ações em todas as áreas para que “Pernambuco possa gerar novos postos de trabalho e devolver aos pernambucanos o que a crise do país tirou”.

    A promessa do socialista neste início de ano está sendo aguardada com expectativa por muitos pernambucanos que entraram para as estatísticas negativas dos trabalhadores que estão oficialmente fora do mercado de trabalho. 

  • Sávio entrega ambulância, melhorias no Posto de Saúde e reforça compromisso com a saúde

    Imagens: Bruno Araújo

    No distrito de Santa, Sávio Torres (PTB), prefeito de Tuparetama reuniu nesta sexta-feira (11), secretários, vereadores. Lideranças políticas, servidores públicos e população, em um ato de entrega da reforma do Posto de Saúde que atende os moradores da comunidade. 

    Na ocasião, Torres entregou uma ambulância SEMI – UTI, que vai reforçar os serviços de saúde para a população do município. Além das entregas, o gestor municipal fez uma prestação de contas das ações realizadas, não só na pasta da saúde, como também, em diversas áreas do âmbito da administração pública municipal.

    No PSF do Distrito de Santa Rita foi realizada a construção de uma garagem, de um muro, de uma fossa e a reforma de todo o prédio.

    “Eu faço isso com muita alegria. A gente melhorar a estrutura física do Posto de Saúde, dando condições para que os servidores, aqui da saúde, possa se sentir mais valorizados, com mais conforto e condições dignas de trabalho. Hoje vemos a diferença, com as pessoas elogiando e, isso nos dá uma alegria muito grande, por estar contribuindo pela melhoria da saúde do nosso povo”, destacou o prefeito ao falar com Júnior Campos.

    Em clima festivo e externando, “profunda alegria”, Sávio fez agradecimento a sua equipe de governo e aos vereadores que dão sustentação ao seu governo, agora com o reforço da vereadora Vandinha.

    “Eu agradeço a todos os que saíram de suas casas aqui na sede, como também, aos que são de comunidades vizinhas, onde estiveram prestigiando e participando. Aproveito para agradecer aos que fazem a equipe do posto de saúde de Santa Rita; que todos se sintam abraçados e que saibam do nosso orgulho de saber que temos uma equipe tão comprometida e que trabalha em prol da população”, registrou continuando:

    “Eu agradeço de coração a presença dos meus familiares, do vice-prefeito Tanta, dos vereadores, principalmente da vereadora Vandinha que vem endossar nossas fileiras...ela que é servidora da saúde e que certamente vai nos ajudar na câmara de vereadores a fazer um governo ainda melhor”, finalizou.

     

     

  • Visando 2020, Duque (PT) atrai vereadores de oposição

    O Prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), continua a fazer jus à fama de bom articulador político, principalmente quando o assunto é reunir aliados para a disputa de um pleito eleitoral.

    Em sua página oficial no Facebook, Duque postou uma foto ao lado do então dissidente de seu grupo Dedinha Inácio, do Partido da República, e na teoria seu opositor. Dedinha que outrora fez parte e foi eleito com a ajuda de Luciano em 2012, quando fazia parte da base de apoio ao Governo, migrou para a oposição, mas, nunca foi tão oposição assim.

    Na página, o gestor disse estar "em companhia do Vereador Dedinha Inácio" justificando uma visita de cunho social, no entanto já há, por enquanto, informações não oficiais de que o Vereador já estaria com o Prefeito de novo há muito tempo, e que poderia também trazer como companhia a Vereadora Vera Gama, sua companheira de partido, para os braços de Duque.

    Essas movimentações implicam numa suposta e provável readesão do Ex-Prefeito Carlos Evandro, que em 2020 pode disputar a Prefeitura com o apoio de seus leais amigos: Dedinha e Vera, e consequentemente contar com o apoio de Luciano Duque.

  • Oposição a Duque (PT), do silêncio ao tom otimista; “os nossos nomes estão na rua”

     As movimentações políticas para a sucessão municipal de 2020 em Serra Talhada já começaram há muito tempo, haja vista a correria de membros da base aliada do Governo Luciano Duque, que tentam emplacar seus nomes para sucedê-lo na Prefeitura da maior cidade do Sertão do Pajeú. A situação se movimenta, desde empresários ligados a Duque até nomes de seu próprio secretariado.

    No entanto, o que chama à atenção é o silêncio do Bloco de Oposição, liderado pelo Deputado Federal Sebastião Oliveira. Na eleição do novo Presidente da Câmara Municipal de vereadores da Cidade, onde nem sequer um nome, a ala oposicionista lançou, dando mais uma vez o controle da Casa de Leis do Município aos governistas.

    Do mesmo lado, mas distante, Sebastião também não se pronuncia sobre 2020 aos meios de comunicação locais, o que demonstra que com nenhuma reunião oficializada ou agendada para discutir quem vai bater de frente com o grupo de Luciano Duque, os opositores mantém uma agenda única de sobrevivência política na Terra de Lampião, onde Duque reina absoluto mexendo num tabuleiro de xadrez onde as especulações dão margem para a volta de "antigos Reis".

    Ouvido por Júnior Campos, Waldemar de Oliveira, suplente de Humberto Costa no Senado Federal, assegurou que o processo de discussão em torno das eleições municipais de 2020, está “tudo encaminhando”.

    Quando questionado se já teria conversado com Sebastião Oliveira (PR), sobre 2020, Waldemar disse que o irmão, está bem e conversa com ele sempre. Postulante ao cargo de prefeito de Serra Talhada, Waldemar – Dema - ainda listou os assuntou que estão na mesa do deputado.

    “Estamos discutindo internamente os avanços para Serra Talhada, como a viabilização do aeroporto, novas estradas, aperfeiçoamento da agricultura familiar, sistema de abastecimento de água, o Hospital Regional, a sucessão municipal, quem será nosso candidato, enfim, estamos bem e otimistas com esse ano”, garantiu.

    Outro integrante do bloco de oposição, em reserva ao blog, em um tom mais crítico aos movimentos do bloco situação, avalia que haverá uma “trincadura” entre os que estão na fila, pela cadeira de Duque.

    Na visão do aliado de Sebastião Oliveira (PR), não há a necessidade de oficializar uma pré-candidatura agora.

    “Eu acho, Júnior, que o momento não é agora...para não causar um constrangimento  no grupo de oposição é melhor não lançar ninguém...agora, os nossos nomes estão na rua”. Disse o republicano, adiantando que Antônio de Antenor, continuará  como o líder da oposição na Câmara de Vereadores de Serra Talhada.